Veja o vídeo: telescópio Hubble captura imagens inéditas de nebulosas com nova tecnologia WFC3

As imagens permitem que cientistas vejam como essas nebulosas se dissolvem no espaço de forma rápida nos últimos anos.

As nebulosas são formadas no fim da vida das estrelas conhecidas como gigantes vermelhas. Elas expelem jatos e nuvens de gás ionizado formando essas estruturas incríveis no espaço. Cientistas especulam que dentro delas hajam pelo menos duas estrelas, onde a maior retira material da menor por meio de uma dança onde ambas espalham essas nuvens no formato peculiar que lembra uma silhueta vps windows.

O caso da NGC é um pouco diferente, em formato circular. Kastner suspeita que algo mudou dentro de sua estrutura binária, criando o formato diferenciado com jatos em direções aleatórias.